“não tão novo” Mundo das Trevas

“Só pode ser brincadeira!” foi a primeira coisa que ela pensou. Estava frio demais naquele barranco, e sua amplitude provocava correntes de ar que não ajudavam em nada, muito menos o fato de estarem os dois sozinhos. Como ela odiava o frio. Mas não foi o frio que a deixou perplexa, e não foi as roupas encharcadas da chuva que enfrentaram antes de chegar ali. O que lhe tirou a reação foi o que que acabara de ouvir dos lábios dele, a inesperada frase: “hum… acho que esse mapa está desatualizado… é, estamos perdidos! Que coisa não?”

No fim de semana passado aconteceu a famigerada RPGCON, encontro de que teve muitas atrações e palestras dos mais diversos assuntos. Entre uma palestra e outra, duas me chamaram a atenção: a palestra  proporcionada pelo pessoal da The Camarilla que tratava a respeito do Mago: o Despertar (novo livro a ser traduzido pela Devir) e a palestra de Fábio Sooner sobre o Novo e Antigo Mundo das Trevas. Para meu azar e descrença total no cronograma do evento, as duas palestras aconteceram praticamente no mesmo horário!

magoEscolhi ir na palestra sobre o Mago e pude tirar muita dúvidas que vinha tendo, já que estive lendo o livro em Inglês e muitas coisas acabam ficando confusas para mim que não sou fluente na língua do Tio Sam. Devo dizer que foi uma ótima palestra e fiquei com água na boca para poder jogar. O pessoal da Camarilla rolou umas mesas com quickstart do jogo após a reunião, porém eu não joguei já que eu tinha lido o livreto todinho em casa antes… e daí não tem graça né?

Quanto a segunda palestra, do Fábio Sooner, fiquei sabendo do seu conteúdo pelo site da RPGCON já que não pude acompanhar. Pelo que li  tratava-se de contar um pouco sobre a história da White-Wolf (que deve ter sido muito bacana) e esclarecer sobre as diferenças entre o antigo e o novo Mundo das Trevas.

vampmascÉ ai que fiquei surpreso! Como um jogo que tem mais de 2 anos de tradução (e 5 anos de existência em Inglês) pode ainda fazer com que pessoas tenham dúvidas de funcionalidade? E por que o cara que é um dos que mais entende de WoD no Brasil faz uma palestra explicando as novidades de um jogo com quase 3 anos de tradução?

Entendam que minha indignação não é com o Sooner (que não conheço pessoalmente mas acompanhava seu blog), mas com o fato do “novo” WoD estar tão por fora de discussão que o Fábio teve de tratar desse assunto velho ao invés de ter feito uma palestra sobre o próximo lançamento da linha (Mago), ou sobre os livros que vão sair traduzidos, ou sobre as novidades da gringa (GEIST). Será que com todos esses concursos a Devir ainda acha que as pessoas não conhecem o nWoD? Pior ainda, será que ela tem razão?

vampescSei que se comparado á temática Medieval, os outros jogos de narrativa tem pouca força, mas daí a precisar ficar esclarecendo um assunto já ultrapassado desse em um encontro do porte que a RPGCON atingiu é preocupante. O “novo” Mundo das Trevas está tão obscuro assim? Já não está na hora de tirar esse “novo”?

Bom… no fim das contas, fico feliz em ter escolhido a palestra sobre Mago, mesmo ainda querendo assistir uma palestra com o Sooner.

Anúncios

0 Responses to ““não tão novo” Mundo das Trevas”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: