Archive for the 'Presença' Category

Democratizando o “G” do seu “RPG”

Quem nunca desistiu de um personagem alegando que “ele não consegue fazer nada”? Ou conhece alguém que sempre joga com personagens combatentes por que se diverte mais? Se você é mestre e está vendo seus jogadores trocarem de personagens ou sempre buscarem os porradeiros, acorde! O problema pode estar em você!

Quando vou criar um personagem de RPG sempre fico atento (entre outras coisas) a como ele se encaixa no sistema de jogo. Ou seja, como eu vou me divertir durante o jogo usando as regras, jogando dados e superando testes. Posso estar indo na contra-mão dos RPGs indies mais recentes, mas arrisco dizer que o “Game” do RPG é tão importante quanto o Rollerplay. D&D 4ª está ai fazendo sucesso não é atoa!

Já reparou que na grande parte dos sistemas, o combate é o que mais carrega regras? Mesmo os que tem foco mais narrativo? Isso por que a maior parte dos grandes sistemas de combate são resolvidos por turnos, e portanto precisam se desmembrar tornando-se mais complexo e detalhado. E o que ocorre muitas vezes é que acabamos sentimos (mesmo que sem querer) que o combate é a parte do sistema mais importante do jogo, e o que leva muitos jogadores a quererem apenas combatentes como personagens, ou a não se divertir tanto quando optam por personagens de outro estilo. Afinal de contas, a interpretação independe de regras, e qualquer combatente pode muito bem ser um poço de profundidade. Continue lendo ‘Democratizando o “G” do seu “RPG”’

Drama para melhorar seu jogo!

Não, não vou falar sobre tragédia! Nada de casais que morrem por causa da rixa de suas famílias, ou vilas elficas dizimadas. Vou falar sobre Drama e como ele pode enriquecer muito qualquer mesa de jogo. E principalmente, como pode ser muito divertido para o mestre!

Ao contrário do que muita gente pensa, drama não é coisa de emo, isso por que drama não é sinônimo de tristeza, e pode ser encontrado em muitos lugares, incluindo filmes de comédia. Mas não vamos nos apegar a definição do dicionário sobre Drama, e sim nos ater ao seu uso prático no RPG.

Normalmente os RPGs mais clássicos tinham uma tendência a facilitar as escolhas dos heróis, pois se baseavam muito na premissa do bem contra o mal. Quando surgia um problema, a necessidade era de resolve-lo. Quando surgia um inimigo, era necessário derrota-lo. Isso pode ser bacana no começo, mas acaba limitando o RPG a “resolver quests”, e sabemos que o nosso hobby é muito mais que isso.

E o que fazer para aprofundar mais o jogo? A minha dica é: escolhas difíceis. Continue lendo ‘Drama para melhorar seu jogo!’

Somando à Blogosfera RPGística

Calafrio. Foi isso que sentiu ao ver todas aquelas pessoas ali, esperando ele entrar. Por mais que tivesse ensaiado suas palavras, por mais que tivesse certeza de que iria dizer e por mais que tivesse premeditado tudo o que pudesse sair de errado, ele estava inseguro. Suas mãos suavam e as pontas de seus dedos humedeciam o papel que trazia consigo. Ele engoliu seco, respirou fundo e avançou diante daquelas centenas de pessoas. Centenas de olhares, tanto esperançosos como de desaprovação. “O que ele teria a dizer?” era o que todos pensavam. E ele, de pé, sendo encarado por todos deu início ao seu discurso “Bo-boa no-noite.”… Droga!

Este é o blog Atributo RPG, e é um espaço para eu Ivan Prado, expor minhas idéias opiniões a respeito de meu hobby preferido. Não tenho a pretenção de ser como os conglomerados de blogs que tem surgido na Blogosfera RPGística, com dúzias de artigos diários de diversos sistemas e sete ataques múltiplos por turno, mas quero poder expor meus pontos de vista (e não meus Pontos de Vida!) de uma maneira mais centralizada.
Esperem muitas coisas sobre o novo Mundo das Trevas (nWoD) pois este é o sistema que tenho jogado e narrado ultimamente. Mas como jogo D&D e GURPS desde a 6ª série  (e isso faz uns 12 anos) sempre pode surgir algo sobre eles e os demais sistema que aprendi nesses anos.

É isso ae! Espero que achem útil, e que também exponham seus pontos de vista nos comentários!

Abraços!